domingo, 16 de maio de 2010

Esparregado de Espargos


Apetece-me. Apeteceu-me ao fazer aquele caminho rotineiro de domingo. Apeteceu-me ao lembrar as tardes passadas contigo por aqueles campos fora. Saiamos sem direcção, de cordel numa mão e navalha na outra. Não é legume fácil de achar e a minha vesguice nunca foi desconhecida. Era preciso ser bom observador. Não o era, mas graças a ti aprendi a ser. Observadora. E não só.

1 comentário:

Tuninho disse...

Ensina o teu irmão...

É que ele é o pior "apanhador" de espargos da freguesia.

Só aprendeu a parte de os comer...

;)

Beijos